SUBJETIVIDADE MODERNA E CONTEMPORÂNEA | Centro Universitário Farias Brito 

SUBJETIVIDADE MODERNA E CONTEMPORÂNEA

Objetivo

Reconstituir e discutir as novas configurações da subjetividade no mundo contemporâneo e o laço social que delas decorre, concorrendo para a atualização do saber teórico em Psicologia e áreas afins referentes ao tema do mal-estar contemporâneo, bem como consorciando os diversos esforços inter e multidisciplinares entre as diferentes perspectivas teóricas para o enfrentamento da questão em conformidade com as contribuições de outras ciências implicadas pelo tema, além de averiguar quais respostas se tecem hoje como mais promissoras ao enfrentamento do mal-estar sob os nossos atuais laços em sociedade.
Examinar os pressupostos sobre a condição humana contemporânea e os seus eventuais efeitos sobre o laço social à vida humana em sociedade, correlacionando-os às diversas manifestações do mal-estar contemporâneo ao próprio homem e à sociedade;

– Debater os conceitos e as ideias de subjetividade, laço social, Ética e Cidadania sob o horizonte contemporâneo dos saberes Psi, da Ética e de saberes e ciências afins, reconstituindo as práticas que lhes encarnam o próprio sentido quanto lhes sejam consequentes como resposta ao mal-estar contemporâneo;

– Explorar o debate sobre a subjetividade e o laço social, consolidados na literatura contemporânea, em Psicologia, ciências e saberes afins, para permitir-nos o reconhecimento das questões específicas relativas à constituição subjetiva, aos fenômenos psíquicos contemporâneos e às novas modalidades de laço social e de produção dos sintomas, de modo a contribuir para tornar mais eficazes os eventuais programas de ação (em Psicologia e áreas afins) em resposta aos desafios próprios ao tema.

– Rastrear as formulações teóricas internas ao campo dos saberes e práticas Psi de modo a melhor dispor dos meios que fortaleçam o discurso (e, mesmo, as práticas) em favor do laço social a minorar, ao menos, nosso mal-estar contemporâneo, quando se sabe impossível qualquer hipótese de sua abolição, assim fazendo frente aos desafios de nosso tempo e mantendo uma posição consequente com a formação profissional ora demandada de nosso próprio ofício.

– Demonstrar a natureza do laço social contemporâneo, arguindo tanto por seu sentido quanto pelas condutas e práticas a caracterizar-lhe a própria especificidade e razão de ser, sob a perspectiva dos sintomas (individuais e sociais) que lhe são decorrentes, traduzindo-os, ainda, enquanto dilemas éticos da contemporaneidade (à escuta, observação e/ou atenção psicológicas);



Carga Horária

360h/a

Horário

Sábados Quinzenais
08h00 - 12h00/ 13h00 – 17h00/

Investimento

(1 +17)R$ 430,00

Disciplinas

• A Revolução Moderna na Ciência e Filosofia
• Uma Breve História da Subjetivação
• O Pensamento Filosófico sob o signo do mal-estar na Cultura
• (Descartes, Spinoza, Kant, Hegel, Schopenhauer, Nietzsche, Heidegger e Sartre)
• O Mal-Estar Humano à encruzilhada dos saberes das Ciências Humanas.
• O Mal-Estar na Cultura segundo Freud e Lacan.
• O Sofrimento Psíquico segundo o Behaviorismo, Gestalt, Humanismo e Psicologia Analítica.
• Metodologia do Trabalho Científico.
• As Representações do mal-estar humano na Arte.
• A Subjetividade e os processos comunicacionais contemporâneos.
• . Temas e questões sobre o padecimento psíquico na contemporaneidade: violência, suicídio, álcool e drogas, consumismo, relações de gênero, medicalização do sofrimento.
• Trabalho de conclusão

Observação

Documentações necessárias para serem enviadas por e-mail:
- Diploma do curso Superior + Histórico acadêmico;
- RG e CPF;
- Comprovante de residência (atualizado).
* Declaração de possível concludente será aceita mediante avaliação de Histórico acadêmico.


Mais informações: (85) 3486-9101
pos@fbuni.edu.br